Ketta Linhares

Sócia efetiva desde 2009

Sou timorense e meço 1,51m.

Em 1982, quando nasci, ficámos 6 irmãos. Hoje somos 8 filhos da mesma mãe e do mesmo pai.

Sou casada com o Mário, o meu melhor amigo e companheiro de todas as viagens.

Enquanto estudava no secundário desejava ser escultora ou pintora. Infelizmente não foi possível seguir nenhuma área artística. Licenciei-me em Estudos Africanos – História e Desenvolvimento, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, depois de ter escutado testemunhos de Missionários e Missionárias da Consolata falarem sobre o continente africano com um brilho nos olhos inexplicável. A minha viagem ao Quénia consolidou a minha nova paixão. Foi a minha primeira vez em África.

Voltava a tirar o mesmo curso. Voltava ao Quénia novamente.

“Gosto muito de desenhar. É algo que se ganha com a prática: os olhos transmitem ao cérebro o que vê e a mãos revelam na página em branco o que o coração sente. E assim nasce a poesia gráfica. É tão simples quanto isso.”

Ketta Linhares

Construtora de cadernos

– Mãe de 1 filho- 

Super poderes

  • Desenhar telhados
  • Trabalhar sob pressão
  • Aprender com crianças

Voluntariado

My Playlist

Agosto de 2013 – Animadora numa colónia de férias em Marandallah (Costa do Marfim)

Agosto de 2008 – Trabalho de solidariedade social em Empada (Guiné-Bissau): aulas de português a professores da Escola Secundária D. Settimio Arturo de Ferrazzetta – Ad Gentes

Julho de 2006 – Participação no campo de trabalho de solidariedade social Isto não é uma t-shirt nas feiras do Minhos, com o intuito de vender t-shirts para auxiliar três projetos em África (R.D. Congo e Moçambique) – Ad Gentes

2005 – Trabalho de solidariedade social no Bairro do Zambujal: aulas de viola e formação a jovens casais – IMC

Agosto de 2005 – Vigilante florestal no projeto Combate aos fogos florestais, na Serra de Carnide – Instituto Português da Juventude

Agosto de 2004 – Participação num campo de trabalho de solidariedade social em Bucareste (Roménia), com crianças portadoras de deficiência, em parceria com as Irmãs Madre Teresa de Calcutá – IMC

Junho de 2004 – Assistência ao público na UEFAEURO2004 – Instituto Português da Juventude

Agosto de 2003 – Trabalho de solidariedade social em Empada (Guiné-Bissau): aulas de viola, organização de uma biblioteca na Escola Secundária D. Settimio Arturo de Ferrazzetta e recuperação de um centro de saúde nutricional, com o projeto Nô djunta mon pa Kudom – IMC

Agosto de 2002 – Trabalho de solidariedade social em Nairobi (Quénia): formação ambiental nos bairros de lata – IMC

Julho de 2001 – Participação num campo de trabalho de solidariedade social em Lisboa, com o intuito de recolher material médico para o Hospital de Majune (Moçambique) – IMC

As minhas viagens

Coreia do Sul (2010)

Timor (2009)

Quénia (2002)

Leitura Obrigatória

Roteiro Africano – Primeira volta a África em Automóvel
Fernando Laidley

Diário secreto do pequeno Polegar
Philippe Lechermeier
Rébecca Dautremer